As Guerras Médicas (499 - 448 aC)

Available in English English   Disponible en Espanol Español   Disponible en Français Français   διαθέσιμη στα ελληνικά Ελληνικά  
Coloque o cursor sobre os recursos do mapa para aprender mais
As Guerras Médicas

Share

    Em 500 aC, o império Aquemênida da Pérsia foi em sua maior extensão, que controlava um vasto império que se estende do Afeganistão no oriente e Egito e Anatólia no oeste. Eles haviam conquistado as cidades gregas da Anatólia e chegaram às fronteiras da própria Grécia.
     Em 499 aC, com o apoio de Atenas e Erétria revoltaram-se, mas foram vencidas entre 497 e 494 aC Em 490 aC, O rei persa, Dario decidiu enviar à Grécia continental uma expedição punitiva. Erétria foi arrasada e saqueada, mas os atenienses e platenses, chefiados por Milcíades, conseguiram rechaçar os persas na planície de Maratona.


Xerxes, filho de Dario, comandou dez anos depois (480 aC) uma invasão à Grécia em grande escala. Algumas cidades gregas, lideradas por Atenas e Esparta, formaram uma coalização para enfrentar o invasor. Outras, como Tebas, submeteram-se aos persas.
     Inicialmente, os persas venceram os gregos nas Termópilas e em Artemision; a seguir, invadiram e saquearam Atenas. A frota ateniense, porém, comandada por Temístocles, conseguiu destruir a frota persa em Salamina e mudou o rumo da guerra. Meses depois, comandada pelo espartano Pausânias , o exército da coalização grega venceu o exército persa em Platéia e pôs fim à invasão.



Salvo disposio contrria, todos os mapas deste site so ExploreTheMed